segunda-feira, 17 de junho de 2013

Notícias que seriam engraçadas... ou não!

Bandidos deixam de assaltar na Copa das Confederações em Pernambuco por falta de estrutura*.


Apesar de todas as reclamações por conta do precário serviço de transporte público, de infraestrutura no geral, não se ouviu nenhuma queixa de assalto. O presidente do Sindicato do Crime Organizado, que não quis se identificar por motivos óbvios explicou:

- Não há como praticar assaltos em estações de metrô lotadas, em ônibus lotados, sem nem saber o horário que funcionam. O risco de não conseguir sacar a arma a tempo e a multidão se enfurecer é grande. Como já conhecemos o esquema de funcionamento do transporte público aqui no estado, optamos por não "trabalhar" na estréia da Arena Pernambuco na Copa. A gente sabia que ia ser impraticável. E mesmo que a gente conseguisse assaltar algum turista, não haveria como fugir, com tudo congestionado, cheio de gente...


O presidente ainda ressaltou que a categoria pretende fazer um protesto, no próximo dia 20. "Será um arrastão da Conde da Boa Vista até o Palácio do Governo".

*Esta é uma obra de ficção cujo a intenção é apenas tirar um sarro com o real. 

Torcendo pra não tapar o sol


Uma coisa é torcer contra. Outra é tapar o sol com uma peneira. Claro que choveriam (desculpem o trocadilho) queixas, reclamações e frustrações na Copa das Confederações em Pernambuco. Não era uma questão de estar torcendo contra. Quem mora aqui conhece toda a falta d infraestrutura de Recife, Jaboatão, Olinda e por aí vai.

O técnico da seleção uruguaia foi muito feliz quando disse "Me parece que todos sabem que chove em Junho e Julho...", tentando entender porque tantos problemas "causados pelas chuvas" num período em que se sabe historicamente que chove. Nem me dou ao trabalho de responder ao treinador... todo mundo já sabe o porque.

Governo e prefeitura tentaram correr atrás do prejuízo (literal e vindouro), colocando batedores pra abrir caminho para as seleções espanhola e uruguaia (e infernizar ainda mais a vida dos motoristas da cidade), tampando buracos de última hora, capinando canteiros da BR. Obras que não adiantaram de nada, claro! E todo mundo sabia. Os buracos na BR-101 se proliferam e perduram, como por toda a cidade. Mas essa tentativa (frustrada) do governo de fazer algo propiciou cenas engraçadas como a de um policial rodoviário federal que desceu de sua moto para empurrar uma kombi que havia quebrado em uma das duas faixas da BR após a reitoria. Tudo pra que o trânsito "fluísse melhor".

O que falar do transporte público? Quem o utiliza no dia-a-dia sabia que ia se um fiasco. E não deu outra. Saiu matéria em tudo quanto é jornal, site, etc, do povo reclamando, de turistas reclamando, enfim, do filme queimado. Vai ser difícil desfazer essa imagem...

Tem um ditado que diz: quem não tem competência, que não se estabeleça. Como disse, não é torcer contra. É não tapar o sol com uma peneira. Com a quantidade de problemas estruturais que Recife e demais cidades possuem e que se perpetuam tanto quando políticos desonestos e desinteressados do que concerne ao bem coletivo.

Não adianta o povo atender aos pedidos de campanhas tipo a do Fantástico, pra atender bem o turista e toda essa ladainha se o poder público, que brigou para abrigar a Copa, não fez a sua...

Eu não torci contra... apenas sabia no que ia dar... e a copa ainda não acabou!

Música do dia

Pra começar bem a semana...

segunda-feira, 10 de junho de 2013

Música do dia

Pelos 103 anos de nascimento do homem que recebu seu "nome" de um morto. Chester Arthur Burnett, vulgo Howlin Wolf!


Howlin Wolf
10/06/1910 a 10/01/1976

segunda-feira, 3 de junho de 2013

Uma troca

"Nem tudo que é legal é ético". E assim se defendeu o presidente da câmara de vereadores do Recife em matéria ao Fantástico ontem, 02/06, que "criticava" o fato do ilustre citado ser aposentado por invalidez como deputado federal, ganhar a bagatela de 26 mil reais de aposentadoria, e ainda ser vereador, presidente da câmara e médico da prefeitura.

A resposta mostra bem como age parcela dos políticos do Brasil. Digo "parcela" porque sou uma pessoa comedida, que não gosta de generalizar. Pra não roubar descaradamente, essa parcela procura brechas no tão esburacado código de leis brasileiro para vilipendiar os cofres públicos de forma legal.

Assim, nós temos os políticos que roubam ilegalmente e os políticos que roubam acobertados pela lei. Pensando nisso, já lanço uma campanha: troque seu político legal por um político que tenha ética. Afinal, alguém que procura brechas na lei, para roubar acobertado, merece muito menos confiança que um bandido comum.

Música do dia

Pra começar bem a semana...