terça-feira, 30 de abril de 2013

quarta-feira, 24 de abril de 2013

Seca


Desde o século 18 que o nordeste do Brasil sofre com a seca. E desde o século 18 que os "governantes" se reúnem para estudar "medidas emergenciais". Ou seja, tem mais de 2 séculos que os digníssimos representantes do povo se reúnem pra nada. Afinal, com tanto tempo passado, ainda estudam "medidas emergenciais"...


Esse é mais um ponto em comum entre os governos de esquerda e direita. Ambos não fazem nada para erradicar o problema. Muito pelo contrário: se beneficiam da calamidade alheia porque a seca é mera falta de vontade de resolver o problema.

Não sou dos mais fãs da política de Israel não, mas pelo menos eles não deixam que seu povo se lasque. Com climas e situações semelhantes (se não forem piores), eles criaram tecnologias para acabar com o sofrimento nessas áreas. Dessalinizar água do mar e derreter Icebergs foram soluções que deram muito certo por lá. Isso se chama vontade de resolver um problema.

Uma prova de que a seca é um problema que não se resolve por falta de vontade são as vinículas de Pernambuco, por exemplo. Plantações de uva em plena seca? É sim senhor... e da frutos!

Agora, se querem mesmo medidas emergenciais, a primeira tem que ser punição severa para corruptos. E não são só políticos. Motoristas de carros-pipa cobram propina para dar água que já está paga. E ainda se recusam a trabalhar porque instalaram GPS na frota e, agora, não podem fazer os desvios que faziam. Gente que cobra propina pra cavar por poços já pagos... Toda e qualquer pessoa que se beneficia com o sofrimento do povo deve ser punido severamente.

Feito isso, já terá meio caminho andando...

Música do dia

Porque nas quartas, todos os blues levam ao Bazza.
"Se blues fosse whiskey, eu viveria embriagado..."



terça-feira, 23 de abril de 2013

Ladrões cultos...

É... realmente não há mais senso. Me deparo com a notícia de quem em São Paulo, o povo quer usar horas de leitura como redução de pena para presidiários. E pasmo, descobri que a medida já posta em prática em outros estados. Deveras uma grande idéia...

Só assim vamos ter assassinos e ladrões que vão poder citar Nietzsche e Maquiavel antes de matar ou roubar.

Só pra não perder a piada, cada vez mais as palavras "bandido" e "culto" ficam juntas.

Como dizia aquele personagem de Jô Soares, me tira o tubo!

Música do dia

Olha só o que eu achei...


sexta-feira, 19 de abril de 2013

quarta-feira, 17 de abril de 2013

Música do dia

Hoje, mais do que nunca, todos os Blues levam ao Bazza. Hoje se comemora um ano de Handmade Blues fazando das quartas um dai especial para se juntar com os amigos e ouvir o som que veio do delta do Mississipi....


segunda-feira, 8 de abril de 2013

É onde está a falha

Mais uma vez o começo do texto é o mesmo: "Tava conversando com um amigo" e me dei conta de que realmente as pessoas não sabem diferenciar educação das demais coisas atribuídas a educação. As pessoas confundem educação com cultura, erudição e com inteligência. Podem estar todas juntas, mas não é a mesma coisa.

Você não pode dizer que uma pessoa é educada pelo simples fato dela ter um conhecimento vasto; ter muita cultura. São coisas que quase sempre estão atreladas, mas não são a mesma coisa.

Educação está diretamente ligada ao seu comportamento, seu caráter. E é, hoje em dia, a maior falha da família: não educar. Como vi na TV, as pessoas estão tentando terceirizar a educação, querendo que a escola assuma um lugar que é da família.

Mas são os pais que devem educar. São os pais que devem inserir valores, princípios, regras, respeito e muitas outras coisinhas na esponja que é o cérebro de toda criança. E não pode ser da boca pra fora não. 

As pessoas se perguntam o por que do aumento da violência entre alunos nas escolas. É simples: porque nas suas casa não há educação. As pessoas se perguntam por que a violência está tão banalizada. A resposta é a mesma, ainda agravada pelo exemplo dos pais. Como? O pai assiste ao programa policial, na hora do almoço, o filho está por perto, assiste também, e vê que o pai acompanha as "notícias" de modo calmo, tranquilo, como se fosse o normal. Claro que a criança vai achar que cadáveres nas ruas são coisas normais... E esse é só um exemplo.


De nada adiantam cultura e inteligência se estes não vem acompanhados de educação. Simples assim.

Música do dia

Pra começar a semana com a serenidade necessária...


sexta-feira, 5 de abril de 2013

Bom gosto

Que gostar de rock já é um sinal de bom gosto, ninguém (que gosta de rock, ehehehe) discute. Grandes músicos, grandes músicas, etc. Além do mais, o bom gosto se nota logo na escolha dos nomes. Por mais ridículos que possam ser (e normalmente, quando são ridículos, é porque satirizam algo), ainda sim tem identidade própria.

Quer ver só? Ninguém nunca viu uma banda de rock se chamar "Rock Led Zeppelin" ou "Rockão Black Sabbath". Nem os que usam próprio nome caem na besteira de se chamar "Eric Clapton da guitarra" ou "Steve Vai da guita" nem "Joe Satriani das 6 cordas".

Aos "Forró num sei o quê", aos "Forrozão num sei que lá", aos "Fulano do Cavaco" (família grande,hein?), aos "Cicrano do cavaquinho" (família grande também, hein?) e derivados, minhas mais sinceras condolências...

Música do dia

Conheci essa banda ontem... muito boa!