quarta-feira, 11 de julho de 2012

Mais sobre o óbvio...


Muito boa a matéria num jornal local sobre o poder que o povo tem nas mãos. A matéria cita dois exemplos: uma cliente indignada com o “atendimento” prestado por um funcionário de um Dpto. de Trânsito da Grande Recife. Além de se recusar a atender a cidadã, o “funcionário” ainda lhe fez gestos obscenos que ela filmou com seu celular e fez sua denúncia via redes sociais. O resultado é que o “funcionário” já ostenta o título de ex e será uma pessoa a menos a prestar um péssimo serviço à população.

No Brasil, casos como esse são raros. Sabe por que? Porque aqui, o povo perdeu a vontade de se manifestar. Como se é feito de idiota faz tempo, o povo fica calmo e passivo, perpetuando injustiças, serviços de péssima qualidade, impunidade, destratos, desmandos, etc. Não existe uma cultura de se reclamar quando se é maltratado.

Com uma simples reclamação como essa, você ajuda um sem número de pessoas, que não vão ter que passar pela mesma situação vexatória. Se essa pessoa tivesse saído calada, não reclamasse e não exigisse seus direitos, o ex-“funcionário” ainda estaria lá, dando o dedo pra quem ele quisesse.

Gosto muito de uma frase: “Quando a presa está armada, o predador dorme com fome”! É por aí... Reclamar quando se sentir agredido é uma arma que você tem. Use-a. Assim você vai melhorar sua vida e a de muitas pessoas ao seu redor. E isso vale para péssimos funcionários, péssimos serviços e, principalmente, péssimos políticos.

Como diz o dito popular, “acorda pra cuspir senão a baba cai da boca”! Agora... isso não soa óbvio pra você? Pois deveria...

Nenhum comentário: