segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

2012 / 2013

Cara... neste ano que passou eu tenho mais a agradecer do que reclamar. Em primeiro lugar, minha filha tá bem, linda e com saúde. Pude lhe dar o conforto de sempre e, ainda, alguns mimos a mais...


Precisei gastar mais dinheiro, é vero... mais que o habitual... Mas tive o dinheiro que precisei gastar. 


Não me faltou saúde pra trabalhar e correr atrás das coisas. Apesar da correria, me desdobrando em muitos casos, consegui não negligenciar minha filha, mesmo tendo conseguido (o que já é outro motivo pra agradecer) outro emprego. Consegui não fazer do cansaço, uma desculpa pra deixar de ver minha cria.

Tive muita gente querida perto de mim... toquei mais que o habitual... muita gente dividiu seu talento comigo...

Tive apurrinhações sim... impossível não tê-las. Mas consegui passar por cada uma. Enfim, 2012, foi um ano bom; que termina deixando um saldo positivo, com muitas lições e mais bagagem no aprendizado. O que faltou, fica de meta para 2013...

E das metas para o ano que vem, duas eu queria dividir com todo mundo:


- Reclamar menos. Eu reclamo demais... quase como quem respira... Tá certo que em 90% dos casos eu tenho razão, mas acho que dá pra passar por tudo isso reclamando, pelo menos, 30% menos. Acho que todos (que reclamam demais, como eu) deveriam fazer isso. Afinal, só é valido reclamar quando a reclamção vá servir pra consertar ou melhorar algo. Caso contrário (lição pra mim mesmo), melhor fechar os olhos, contar até 10 e ir em frente...

- Respeito. Nesse ponto eu tô até bem, mas sempre deve ser uma meta. Ter respeito por tudo e por todos. Sei que impossível amar a todos, gostar de todos, mas é necessário que se respeite a todos. Isso bastaria pra deixar um lugar mais civilizado. O fato de não gostar de alguém não dá o direito de desrespeitá-lo.

Bom... é por aí. Depois disso tudo, vem os clichês e os mais sinceros votos de felicidades a todos neste ano que vem aí...


"Up above my head
i hear music in the air...

Up above my head
i hear music in the air...

Up above my head
i hear music in the air...

I really do believe, i really do believe there's a heaven somewhere"

Música do dia

Último dia de 2012... e para todos os meus amigos, deixo a música de um cara que se intitulava "o genro do diabo" (The Devil son in law). Nesta virada de ano, you can't stop me from drinking...

FELIZ ANO NOVO!!!

segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

Apesar dos pesares


Já faz tempo que a "magia" do Natal não me encanta mais. Principalmente por ter se tornado uma data altamente comercial acompanhado de um sentimento que aflora esta época do ano: a hipocrisia. Todo mundo querendo parecer bonzinho, etc.

Outro motivo é que, realmente, algumas pessoas ficam boas nesta época do ano. Mas só nesta época.
Bom... seja como for, o Natal tem se tornado uma festa apenas pra que minha filha ganhe mais presentes. 

Afinal, tento não mudar meu jeito de ser em função da data. E tento passar pra minha filha exatamente isso: que se é pra ser humano, que o seja o ano todo. Não é fácil, eu sei. Mas o negócio é não desistir. 

Sempre nesta época do ano, me lembro de uma frase atribuída a Einstein: "Se somos bons porque tememos um castigo ou almejamos uma recompensa, então somos um grupo realmente desprezível".

Falar é fácil e eu diria que em 95% das vezes eu falho. Mas não desisto... e acho que seja por aí. Primeiro, a gente tenta manter o espírito natalino até o final da primeira semana de janeiro. E assim vamos... sempre tentando ampliar a meta. Assim a gente não faz um mundo melhor... a gente faz nossa vida melhor... e faz com que ela valha a pena.

Apesar dos pesares, Feliz Natal a todos. Ceia farta, companhias queridas... e um pouco de reflexão... não faz mal a ninguém.

Ho, ho, ho...

Música do dia

Ho, ho, ho... Feliz Natal!!!

sábado, 22 de dezembro de 2012

Música do dia

Esta é uma edição extra da "Música do dia". Um hino para quem vai sair pra fazer compras de Natal hoje e amanhã. Que a força esteja com vocês!!!

sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

Fim do mundo 1

Porta voz do PT informou que o fim do mundo só não aconteceu por culpa da mídia golpista e da direita opressora. "Nós já tínhamos organizado tudo, sem falar nada para o ex-presidente e companheiro Lula, que não sabia de nada. Mas a imprensa golpista e a direita opressora, por meios escusos, estragaram todos os preparativos e o fim do mundo fica, mais uma vez, adiado".

Música do dia

Há 22 anos, o mundo perdia a voz, a guitarra e o talento de Albert King...


Albert King
25/04/1923 a 21/12/1992

terça-feira, 18 de dezembro de 2012

Respeito

Sobre o post abaixo, é engraçado falar que ninguém entende as mulheres mas, na  verdade, seres humanos são difíceis no geral. E não precisa muito pra chegar a essa conclusão. Basta, por exemplo, fazer uma simples lista de convidados.

Apesar de ser chato, anti-social e o escambau, eu posso dizer que não tenho problemas com ninguém (apenas uma única pessoa... que não cito o nome de tanto que não gosto dela. E, pra mim, quando não gostamos de algo, nem devemos citá-lo, afinal, não vale o esforço. Basta ignorar a existência...). Gosto dos que gosto e respeito os que não gosto. Estes últimos eu evito, mas se tiver que estar no mesmo lugar, trato com respeito. Um aceno, um cumprimento e basta. Não me incomoda a presença (e se a minha incomoda, o problema é do incomodado).

Bom...mas eu sou assim. Eu. Nem todo mundo é assim... Por isso, se torna cada vez mais difícil fazer uma lista de convidados. Você, querendo o bem estar geral, fica ponderando: "Eita... Fulano não gosta de cicrano"; "Beltrana odeia Fulana"; "Beltrano e Cicrano não se batem"... Levando essas "pequenas nuances", sua lista acaba contendo apenas parentes e gente que não se conhece (entre si).

Caso leve adiante a tarefa de fazer uma lista de convidados, vou levar em consideração apenas um critério: que eu goste da pessoa. Se essas pessoas não se gostam entre si, que se respeitem. Afinal, Luan Santana não diz que não precisa estar perto pra estar junto? Pois eu lhes digo: não é preciso estar distante para estar separado!!! Basta apenas, como disse, respeito!!!

Frases...

“Existem duas maneiras de lidar com uma mulher... e ninguém as conhece.”
Kin Hubbard

Música do dia

É moral...

segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

Futuro

Apesar de concordar com um amigo meu, que disse que discutir com petistas é a mesma coisa que discutir com uma criança que coloca os dedos no ouvindo e fica gritando "lá, lá, lá, lá, lá", eu queria saber:

Com um passado de luta (enquanto não era governo) e um presente corrupto (já governo), qual será o futuro do "Partido dos Trabalhadores"?

Música do dia

´Pra começar bem a semana...

sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

Como já dizia Raul...

Eu também vou reclamar. Aliás, acho que é a única coisa que eu faço... Exageros a parte, não chega a ser uma reclamação. É mais uma pergunta. Por que todo mundo que quer protestar teima em infernizar a vida de quem deveriam tentar angariar a simpatia?

Toda categoria, quando luta por melhorias, vai pra alguma avenida que seja vital para o sistema viário, praticamente interdita a via com uma caminha vagarosa, gritando por alto-falantes estourados a quem não quer ouvir. Por acaso acham que essas vias são "Protestódromos"? Só quem escuta suas reivindicações são os pobres coitados que ficam presos no congestionamento criado pela "passeata". E pode ter certeza de que eles não começam a simpatizar com a "causa" por causa disso.

Todo mundo tem o direito de protestar e de querer angariar a simpatia de todos, fazendo com que a opinião pública fique do seu lado. Mas alguém ainda acha que essas caminhadas que interrompem um tráfego que já é caótico, ajuda a mobilizar a população a seu favor?

Existem milhares de maneiras de se protestar sem prejudicar/infernizar a vida de quem não tem nada a ver com a história. Invente uma. Todo mundo vai agradecer e é capaz, até, de que seu pleito ganhe a simpatia do povo, fazendo pressão, apenas, em quem de direito.

Por que se todo mundo insatisfeito for querer fazer caminhadas que param o trânsito...

Música do dia


quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Muito fácil...

Ontem fui comprar adereços pra usar numa festa, cujo o tema era rock. Fui contratado pra fazer riffs de guitarra durante a premiação e me pediram pra ir "fantasiado" de rockeiro. Como não me conheciam, fui só comprar mais algumas coisas que usarei no dia-a-dia...

Quando cheguei na loja, fiquei maravilhado com a quantidade de bugingangas sobre rock que havia para vender. Anéis, colares, pulseiras, camisas, calças, bermudas, bonés... uma infinidade de coisas. Aí fiquei me lembrando de quando eu comecei a ouvir rock...

Quando a gente descobria que, por exemplo, que Ozzy tinha acabado de lançar um disco, a gente rezava pra que dois anos passassem logo pro disco, com sorte, chegar por aqui. Guitarra? Só Gianinni, Tonante, Rei ou Dolphin (que eram as melhores). Video aula era uma coisa que a gente ouvia falar e até conhecia alguém que tinha um amigo que tinha viajado para os E.U.A e que tinha uma.

Montar uma banda era coisa de guerreiro espartano. Matávamos nossa sede por shows vendo videos (difícilimos de encontrar também) que alguém trazia quando viajava pra fora do país, arruma um projetor e exibia cobrando ingresso.

Depois de Collor abrir o mercado e da chegada da intenet, tudo ficou mais fácil. Ficou mais fácil ser rockeiro. As lojas vendem tudo... Só não vendem bom gosto. Isso ainda é algo que deve ser praticado... Mas já é alguma coisa...

Música do dia

Hoje é dia de blues... sempre com bons amigos...

terça-feira, 11 de dezembro de 2012

Máfia

É fácil comparar o "comportamento" do PT com a famosa máfia italiana. Depois que o carequinha do "Valerioduto" resolveu abrir a boca em troca da delação premiada, o mundo vermelho anda alvoroçado, fazendo de tudo pra que o esterco não respingue no Godfather, no Capo... 

Um comportamento muuuuito semelhante ao da máfia... Não deixar que a justiça chegue até o pai de todos... até ameaças de morte e, pelo menos, um assassinato surgem no enredo. Não acuso, de imediato, ninguém; não sou de direita, nem tampouco da esquerda... apenas não sou burro nem ingênuo (pelo menos em demasia).

Sou a favor de que toda denúncia seja apurada. Se existem versões a serem ouvidas e o preço é a delação premiada, que seja. Afinal, as denúncias teriam que ser apuradas e, se constatada a vericidade, aí sim seria concedido o benefício. Não é assim que funciona? Então que mal há? Se não se conseguir provar nada, não há privilégios e tudo segue o curso normal da história. Não vejo pra que tanto medo, alvoroço e tentativas de desqualificação de A, B e C. 

Agora... que é muito mais difícil acreditar de que Lulla não sabia de nada, ah é...

Música do dia

quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

As perguntas... sempre as perguntas...

Depois o povo diz que eu sou muito radical quando afirmo que o povo, massa, na sua grande e esmagadora maioria, não tem a menor cultura, inteligência, dissernimento e, o principal, vontade de aprender...

Apresentador faz a pergunta aos telespectadores:

- "Contrário de doce?"
Dois telespectadores responderam "Aguado".

- "Capital do Rio Grande do Sul?"
Telespectador saiu chutando: "Mato Grosso? Natal? Maceió?"

- "Cidade conhecida como Veneza Brasileira..."
Telespectador sem nem titubear: "Pernambuco"

Daí, vocês podem ter uma idéia do que falo... E não é devido, apenas, a condição sócio-econômica da pessoa não... Conheço muito estudante de comunicação que deveria ser presos por assassinar o português com requintes de crueldade.

E não adianta dizer que o povo que trabalha nos veículos de comunicação deveria ter a obrigação de "educar" ou ajudar a educar o povo. A maioria dos veículos é privado e vive de audiência. Quem tenta dar cultura ao povo tem os menores índices de audiência. Logo, tem menos anunciantes. Menos anunciantes significa dinheiro escasso. E sem dinheiro, o veículo fecha e vai todo mundo pra fila dos desempregados. O problema tem que ser resolvido na raiz, ou seja, na educação familiar e na escola. Somente assim, as TV's, rádios e jornais serão obrigados a dar informação e entretenimento de qualidade.

Até lá, não me resta mais nada do rir...

Música do dia

Hojé é dia de blues no Bazza... 

terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Piriguete




Mais uma valiosíssima colaboração do inigualável Rafael Araújo. Post em seu perfil no Facebook:



Portal de internet: "Madonna se declara 'periguete' e leva fãs ao delírio"
O problema não é quando Madonna diz que é periguete. O problema é quando as periguetes acham que são Madonna...

Música do dia

Clássico...

segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

Coisas boas também acontecem...

Depois de um fim de semana muito bom com minha filha, eu sempre espero que a segunda-feira venha terrível... mas, para o meu agrado, até aqui tudo vai bem demais...

Pego um táxi pra deixar minha filha com a mãe e seguir para o trabalho, quando fiquei gratamente surpreso. O motorista do táxi me perguntou: "Gosta de rock?"... Com a minha afirmativa, ele logo colocou ACDC pra "gerar na alta" e assim fui para o trabalho...

Começar a semana em um táxi cujo motorista é fã de ACDC e tem toda a discografia no carro não tem preço. Isso só pode ser o presságio de uma semana boa... ou, no mínimo, um dia bom.

É... coisas boas também acontecem... Não geram posts engraçados, mas ainda bem que acontecem...

Música do dia

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

BBP

Hoje pela manhã, uma amiga questionava, pelo Facebook, que tipo de Reality Show falta inventar. Questionava isso se referindo ao mais recente, com bebês... Aí me veio na cabeça, quase que de imediato, um muito legal. O BBP (Big Brother Presídios). Ia ser muito bacana...

Em um presídio qualquer, os presos ficariam sendo vigiados pelas câmeras 24h. Isso já iria diminuir as tentativas de fugas consideravelmente. Também seriam feitas as provas para eleger líderes. Se bem que acho que eles já tem líderes lá dentro... enfim. O mais legal seria o paredão. Os indicados teriam sua defesa feita, para o grande público, pelos seus advogados. E o público iria escolher quem quer eliminar. 

Além de divertido, ainda iria acabar com o problema da superlotação nos presídios...

Música do dia


quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Qualificando a mão de obra...

Existem coisas que tinham tudo pra ser uma boa idéia e acabam nem sendo tão boas assim. A Comarca de Santa Catarina decidiu que presos que lerem clássicos da literatura (na matéria, o exemplo dado é até bacana: "Crime e Castigo", de Dostoiévski) mundial poderão ter redução de pena.

Uma comissão dará 30 dias ao preso pra ler a obra e depois vai avaliar a compreensão do mesmo. Se a comissão se satisfazer com a avaliação, o prezo terá 4 dias de pena a menos. A adesão ao programa é voluntária. Ninguém é obrigado...

Como disse a uma amiga, sou a favor do incentivo a leitura em qualquer instância. E também acho que os presos devem ser incentivados (ou induzidos) a leitura. Digno e nobre. Mas, a partir do que li na matéria, sou contra a redução de pena. Se fosse feita alguma ressalvapara o tipo de crime, poderia até aceitar. Mas não é feita nenhuma distinção.

Logo, o projeto pode (e sendo o Brasil como é, vai) se tornar uma maneira de qualificar a bandidagem. Os bandidos cometerão crimes com mais erudição. O crime organizado se capacitará e ficará mais qualificado. Como se a legislação brasileira já não fosse bastante benevolente com os "coitadinhos" dos presos. Já tem tanto benefício... indulto disso, daquilo, progressão de pena, "molhação de mão" de agentes penitenciários, etc... pra que arrumar mais uma forma de por bandido na rua?

Por que não criam um sistema de incentivo nas escolas públicas? Tipo, pra cada livro lido, 1 cesta básica pra família. E da onde viria o dinheiro? Ora... você acha que com o dinheiro que vai se gastar pra comprar "Crime e Castigo" não dá pra comprar uma cesta básica? Uma média de preço por livro é de 40 reais. Uma cesta básica você consegue por, até, 25 reais... e aí?

Sempre direitos humanos só pra bandidos...

Música do dia

Hoje é dia de blues... Jack Daniels... tudo isso no Bazza.


terça-feira, 27 de novembro de 2012

Vai que é tua...

Olha aí... Essa é pra estufar o peito! Em uma pesquisa sobre qualidade de educação, o Brasil conseguiu o honroso penúltimo lugar do ranking. Só um "paisinho" pior que a Terra Brasilis: a Indonésia. Sexta economia do mundo, sétimo melhor país no futebol (segundo ranking da Fifa) e Penúltimo lugar em educação...

A pesquisa, feita em 40 países, levou em consideração notas de testes aplicados em alunos e qualidade dos professores, entre outras coisas.

Aí, me vem uma reflexão: vamos levar em consideração que as contas entregues a não sei quem, que avalia o ranking da economia mundial, foram feitas por brasileiros, e vamos levar em conta, também, a qualidade da educação do país. Não parece lógico afirmar que essas contas, que deram ao país do futebol o sexto lugar, provavelmente estão erradas? Não parece lógico esse raciocínio?

Música do dia

A música de hoje vai em alusão a temperatura de Recife... Believe me...

sexta-feira, 23 de novembro de 2012

quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Você é otário?

O questionário abaixo é um teste para saber se você, caro(a) amigo(a), é otário ou não. Responda com sinceridade:

1) Você trabalhou 150 dias somente para pagar impostos este ano?
a) Sim   b) Não

2) Você aceita passivamente todos os desmandos dos parlamentares do país?
a) Sim   b) Não

3) Você se orgulha de "ser" a sexta maior economia do mundo?
a) Sim   b) Não

4) Você não questiona a tolerância que o governo tem com o crime?
a) Sim   b) Não

5) Você vai pagar o Imposto de Renda sobre o 14º e 15º salários dos senadores?
a) Sim   b) Não

6) Você aceita passivamente que parlamentares reajustem seus salários de maneira esdrúxula enquanto reclama que seu reajuste salarial não chegou a 10%?
a) Sim   b) Não

7) Você possui uma linha de aparelho celular de uma companhia que não oferece qualidade nenhuma, descumprindo acordos com o governo, que fecha os olhos?
a) Sim   b) Não

8) Você paga o salário dos políticos mais caros e inoperantes do mundo?
a) Sim   b) Não

9) Você sai em carreata de candidatos em período eleitoral?
a) Sim   b) Não

10) Você não acompanha os atos do candidato no qual você votou?
a) Sim   b) Não

11) Você realmente acha que não pode fazer nada em relação ao seu país?
a) Sim   b) Não

12) Você paga planos de saúde, que tem autorização do governo para funcionar, que não cumprem as obrigações contratuais acertadas por eles mesmos?
a) Sim   b) Não

13) Você reelege políticos?
a) Sim   b) Não

Reposta:
Se você não marcou nenhuma letra "a", parabéns, você não é otário.
Se você marcou uma ou mais letras "a", você é otário. Só varia o grau em função de quantos "sim" você respondeu.


Música do dia

Hoje é dia de Blues no Bazza... e a trilha hoje fica por conta do "sujeito" que vai nos brindar com seu talento na sexta, no Oi Blues by Night...

terça-feira, 20 de novembro de 2012

Música do dia

Gosto de ser piegas não... Mas vendo os acontecimentos em São Paulo e na Faixa de Gaza (situações diferentes com as mesmas consequências), deixo aqui o recado dos irmãos Vaughan... E de tanta gente ao redor do mundo...

 

quarta-feira, 14 de novembro de 2012

Oportunidades...

Nos Estados Unidos,uma motorista imprudente foi condenada a circular carregando uma placa de "idiota". Ela cometeu uma barbeiragem, foi detida e o Juiz achou por bem aplicar-lhe uma pena alternativa. A mocinha vai carregar a placa de "idiota" por um bom tempo e eu acho mais que merecido...

Se a justiça funcionasse no Brasil e se essa "moda" pegasse aqui, eu ia abrir uma empresa pra confeccionar placas. Eu ia ficar rico. Afinal, gente pra usá-las não ia faltar... E não só por barbeiragens... 

Já imagino até o slogan: "Idiota mas com estilo"!!!

Música do dia

Hoje o blues no Bazza promete...

terça-feira, 13 de novembro de 2012

Sertanejo

Vejam só essas duas notícias que li no fim de semana.

"Justiça mantem bloqueio sobre os lucros de 'Ai se eu te pego'."
Michel Teló continua sem poder meter a mão na grana que ganhou após se apropriar indevidamente de "música" alheia. Um cara que não consegue nem criar uma merda dessas, precisa "dar a elza" num troço desses pra fazer sucesso, merece ficar sem a grana mesmo. E ainda devia ir preso... Mas se corrupção não dá cadeia no Brasil, imagina plágio... Pelo menos fica "liso" (eufemismo meu).

"Shows de Luan Santana nos Estados Unidos ficam vazios"
E alguém podia esperar algo diferente? Americano não escuta qualquer porcaria. Só escuta porcaria quando eles mesmos produzem. Alguém achava que aquela porcariazinha sem sal ia dar gente logo nos E.U.A? Faça-me o favor, né? Um tiro no pé teria dado mais Ibope na terra do Tio Sam.

Só pra fechar: o que diriam Luiz Gonzaga, João Mineiro e Marciano, Tonico e Tinoco sobre essa galera se intitular "sertanejo", mesmo que universitário?

"Num" tô falando?

Saiu uma denúncia sobre a "possível" execução de um suposto bandido feita por PM's de São Paulo. Pelo que dá pra entender pela imagens feitas por alguém que viu tudo, o suposto bandido foi mesmo executado pela PM no momento em que era preso.

É um crime é deve ser punido como qualquer crime. A única coisa que eu acho rídiculo é o governo anunciar a tolerância zero aos crimes de farda e se manter "carinhoso" com a criminalidade em geral.

São mais de 90 PM's assassinados este ano em São Paulo e, no geral (contando PM's, bandidos e gente que não teve nada aver com a história) já se perdeu a conta (somente em setembro deste ano foram mais de 200 assassinatos). E só agora o povo vem falar de tolerância zero? E só para os crimes cometidos por policiais? Não é bem assim que as coisas funcionam... já falei isso!

É... Os Inocentes é que estão certos... e desde 1986...

Música do dia

Essa é a pegada...

quarta-feira, 7 de novembro de 2012

Imposto


Tava conversando com um amigo meu sobre como tem gente lerda nesse mundão de meu Deus... É incrível. Gente que consegue fazer com que dois míseros minutinhos pareçam a eternidade no inferno de Dante. Gente cujo discernimento está aquém do mínimo necessário pra ser taxado de racional.


Logo, acho que essas pessoas mais "lentinhas" deveriam pagar imposto sobre a paciência alheia. Quanto mais abusassem, mais alta seria a taxa.

E é bem simples explicar. São essas pessoas que acabam fazendo com que todo mundo "pague o pato". Afinal, se você esgota minha paciência (ou a de qualquer pessoa) de tão lerdo que é, vai sobrar para os próximos, pobres incautos, que nem eram tão retardados, mas que abordaram o "ser impaciente". Isso geralmente acarreta numa série de prejuízos...

Logo, nada mais justo que você, lerdinho, arque com os "custos" da sua inaptidão mental, né não? Falo financeiramente porque no campo das idéias...




Música do dia

Hoje é dia de blues... Meet me at Bazza Bar...


terça-feira, 6 de novembro de 2012

Pra distrair...

- ... me ajude. A banda é boa, merece um espaço no programa. Os meninos tem talento. Inclusive, quem me mandou falar com você foi NOSSO amigo fulano. Encontrei ele hoje e ele me falou pra vir aqui falar com você, que você iria ajudar...

- Me ajude a lhe ajudar: divulgue a banda dos seus meninos, faça com que o povo a conheça e aí, você nem vai precisar vir até aqui; eu vou ligar pra vocês convidando.

- Mas me ajude... veja aí o que você pode fazer...

- Quando eu tiver uma data pra sua banda, eu ligo... nem se preocupe.

- (Rindo) Olhe... eu vou vir aqui todo dia lhe apurrinhar, viu? Tô de férias...

- (Rindo também...) Pode vir... quando eu puder lhe atender, lhe atendo!

eheheheheheheheheheheheheheheheheheheheh

Um convite para pensar um pouquinho...


Vamos raciocinar um pouquinho (se não for incômodo)...


Para fazer com que o brasileiro usasse o cinto de segurança nos carros (para o seu próprio bem, diga-se de passagem) foi necessário uma lei severa, que punisse com uma grande multa quem descumprisse a lei.

Para fazer com que o brasileiro não dirigisse após ingerir álcool (no intuito de evitar uma verdadeira barbárie nas ruas e estradas do país) foi necessário impor uma lei de tolerância zero, com punição severa que inclui multa exorbitante e cadeia.

Por que cargas d'água, para acabar com o crime tem que ser diferente? Por que, ao invés de tornar as leis mais severas, eu vejo que ainda existem redução de penas; indultos de natal, de dia das mães, de dia dos pais, de dia das crianças e o escambau; migração para regime semi-aberto; visita conjugal e (descobri recentemente) visita conjugal para menores (mesmo que só para aqueles que provem que são casados ou que possuam união estável)?

Será que isso não é tão óbvio como eu vejo? Torno a deixar clara minha opinião: pra mim, aquele que resolve, de livre e espontânea vontade, cometer crimes, principalmente hediondos, abre mão de todos os seus direitos... inclusive os humanos! Não merecem nem uma bala na nuca de graça. Deveriam pagar pela bala e pela limpeza do local de execução com trabalhos forçados até meia hora antes da execução da sentença.

Pra isso, podem usar os mesmos argumentos usados na implantação da lei de obrigatoriedade do uso do cinto, da tolerância zero... Será que é preciso desenhar?


Música do dia

Essa música, apesar do conteúdo religioso, é, antes de mais nada, uma grande crítica à hipocrisia...

quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Já é um começo...

Com toda a desgraça, apesar do tanto que eu reclamo, o Facebook serve pra alguma coisa. Ou está servindo pra alguma coisa no Brasil. Eu vivo dizendo que o povo do "Face" é cheio de góga mas que, na real, não se mexe pra fazer nada. Em 97% dos casos, é verdade. Mas tem um lado pelo qual eu ainda não tinha analisado...

Há muito tempo que eu vejo o povo brasileiro ser passivo; ver que tá tudo errado, que tão passando a mão na sua bunda e, mesmo assim, ficar parado. No máximo soltar um "é lasca" e pronto: parar por aí. Hoje em dia, graças ao "Face", vejo que surge um novo sentimento no povo brasileiro, mesmo que apareça, apenas (e ainda) no mundo virtual: a indignação.

Diversas situações postadas tem conseguido fazer com que o povo brasileiro fique indignado. E essa indignação, mesmo que restrita ao mundo virtual, tem tido certo resultado. Vereadores de um município que revogaram o aumento imoral que tinham dado a si mesmos devido a repercusssão negativa na rede social, outros que acabaram com o auxílio-combustível pelo mesmo motivo e, mais recentemente, vi que o STF revogou a ordem de despejo dos índios Guaranis Kaiowás, que ameaçavam se deixar ser extintos para não sair de suas terras. Enfim, a indignação no mundo virtual tem conseguido resultados.

E já é um começo, né? Tá certo que de vez em quando aparecem "indignações" absurdas e infundadas, mas nem sempre tudo é positivo. Mas isso não importa. O que importa é que é um começo. E quem sabe, daí, venha a atitude? A esperança não é a última que morre?

Opinião


... a não ser que eu peça, né?

Música do dia

Hoje é dia de blues no Bazza, babies...

segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Causas...

Finalmente acabaram as eleições em todo o país. Ninguém mais será apurrinhado por políticos (no horário eleitoral... fora dele é outra coisa). Agora é esperar pelo que vai acontecer, já que não há mais nada a fazer... Na verdade, até há... cobrar. Mas o povo brasileiro ainda não sabe o que é isso (fora do Facebook).

Assistindo a um jornal matutino, hoje pela manhã, dois fatos me chamaram a atenção; uma frase da âncora: "um país dividido". Ao final do pleito, 11 partidos comandam o país. Não mais um só, nem só a direita, nem só a esquerda. Isso tem um lado bom. Mostra que o povo não engole mais a mesma lenga-lenga (em teoria) e busca novas alternativas (mesmo que não cobre por isso, o que é uma lástima...). Afinal, como diz um ditado popular, fraldas e políticos devem ser trocados, de tempos em tempos, pelo mesmo motivo.

O segundo motivo, foi o número de abstenções: chegou a 19%. Só em São Paulo, onde a disputa era entre o PT aliado a Maluf e uma múmia, as abstenções chegaram a 31%, ou seja, de cada 10 paulistanos, 3 não foram votar. Mas não foi bem o número elevado de abstenções que me chamou a atenção. Foi a "surpresa" do TSE, que disse que vai estudar com afinco as causas desse crescimento do número de abstenções.

Precisa perder muito tempo do magnificente Tribunal não. A causa é bem simples: falta de opção.

Música do dia

Pra dar o tom da semana... Boa semana a todos e "vamo que vamo",

sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Ainda sobre o apagão...

Uma possível explicação para o apagão é que os políticos que foram afastados por corrupção, como não podem mais roubar dinheiro público, estão roubando o cobre dos fios... sabe como é, né? Não tá fácil pra ninguém...

Perguntar não ofende...


Acabei de me tocar de uma coisa; Lulla, o ex-presidente, vive de que? Bolsa-família presidencial? Aposentadoria?

Em pleno século 21...

É... me lembro do ex-presidente (mas que ainda vive na mamata presidencial) Lulla, quando ele dizia, ainda em campanha: "Eu não quero viver no país do apagão..." Essa é uma das poucas coisas que concordo com elle. Mas que jeito, né? Não posso me mudar mesmo...

Eu fico imaginando como explicar a minha mãe (que mora no Chile, acostumada com terremotos e otras cositas mas) que houve um apagão aqui... Uma conversa hipotética (em português, pra que todos entendam)
 
- Mãe... não falei com você ontem pois houve um apagão...
- Apagão? O que é isso?
- Mãe... foi um blackout.
- Nossa... aí na sua cidade?
- Na verdade, foi no Nordeste, Norte e alguns outros estados...
- E ficaram quanto tempo sem luz?
- 5 horas...
- Imagino que tenha sido uma grande tragédia.
- Er...
- Vocês, agora, tem terremoto aí? Porque quando o terremoto é grande aqui, também falta luz...
- Er... não mãe...
- Alguma tempestade? Ouvi dizer que um furacão andou devastando algumas áreas, inclusive o país em que você nasceu (Jamaica)...
- Er... não mãe...
- Não? Vulcões? Tsunami? Atentado terrorista?
- Não mãe... o povo ainda não sabe, mas parece que foi um curto-circuito...

Entra a corneta zombeteira (qué, qué,qué quéééééééé...) e sobe crédito: "Vergonha alheia!"

E isso em pleno século 21.

Música do dia

Em homenagem ao apagão de ontem...


quarta-feira, 24 de outubro de 2012

terça-feira, 23 de outubro de 2012

Baratinho...

Eu acho engraçado essa tendência de se buscar profissionais, das mais diversas áreas, que cobram "baratinho". Quando a pessoa busca realizar um trabalho, ela, em teoria, busca fazer o melhor, né? Logo, ela vai cobrar os custos que ela tem com seu trabalho mais o seu diferencial, ou seja, seu requinte, qualidade, destreza, etc.

Se você visa oferecer um serviço e, pra isso, pretende contratar profissinais "baratinhos", é melhor pensar duas vezes. Seu projeto pode se tornar um grande fiasco. Afinal, o justo é o justo.

Se você tem verba, não economize. O resultado será o esperado ou além disso. Se você não possui muitos recursos, adeque seu projeto a sua realidade, conseguindo fazer o melhor dentro do possível.

Sei que é óbvio (e ululante) mas o resultado do serviço que você solicitou é proporcional ao que você pagou. Aquelas frases tipo "o barato saiu caro" tem fundamento e são bem realistas. Vai querer arriscar?

Música do dia

sexta-feira, 19 de outubro de 2012

Sei não, viu?

É cada uma... A Globo ia exibir hoje, 19/10/12, o último capítulo de sua novela das 21h no Cine São Luiz. Um mimo para anunciantes e parceiros da emissora. Só que a notícia vazou nas redes sociais e o povo engajado do Facebook (aquele que, revoltado com os vereadores, falavam pra renovar a Câmara de Vereadores de Recife inteira e reelegeram 22 dos 37 vereadores da casa) achou um absurdo, uma "afronta" a cultura pernambucana e começou a esculhambar a iniciativa. Tanto que a Globo desistiu da idéia e arrumou outro lugar (e não divulgou, para que o povo engajado do Facebook não reclamasse).

São todos baluartes da cultura e da boa índole. Todos escutam e pedem frevo nas rádios o ano todo; todos lotam os shows de artistas locais; todos reprovam a inclusão de artistas de fora nos eventos da cidade e do estado, nenhum deles molha a mão do guarda quando parados numa blitz, após beber; todos odeiam músicas que empobrecem a cultura... pena que esse povo não sai do Face... porque nas ruas, estão todos nos shows de "fuleragem" music, nenhum deles escuta frevo (nem no carnaval, quando ficam dançando e cantando "enfica"), nem o autêntico forró, etc. Ah se a atitude desse povo ficasse do tamanho de sua "goga"...

Creio que na casa deles não tenha pratos sujos, roupa suja nem faxina pra fazer. Aí, por isso, tanto ócio... Sei não, viu? Que tal uma faxina mental?

Música do dia

Há 24 anos atrás morria um dos ícones do blues mundial: Eddie James House Jr, mais conhecido como Son House. Cantor e guitarrista, tocou com grandes nomes do blues mundial, inclusive Robert Johnson. Foi Son House que ajudou a espalhar o boato de que Robert Johnson havia vendido sua alma ao diabo. Por problemas de saúde, parou de se apresentar no início da década de 1970, vindo a falecer em 1988. Fica aqui, nossa reverência a um grande nome do blues mundial!

terça-feira, 16 de outubro de 2012

Como... diz aí...


Eu só queria que alguém me explicasse como, de que maneira, o sistema de quotas (ou cotas, como queiram), que vai assegurar 50% das vagas nas universidades federais para os "excluídos e minorias", vai melhorar a qualidade do ensino nível médio, como afirmou não sei quem do governo federal.

Vagabundo, com a vaga garantida, vai querer estudar mais e cobrar do professor? Os alunos do ensino médio público, muito estimulados com as instalaçoes e qualidade do ensino, vão se preocupar em aprender mais quando é mais fácil ameaçar o professor e, assim, passar de ano, garantindo 50% de chances de conseguir uma vaga nas federais?

Porque o governo teima em achar que eu (e o resto do país) sou otário?

Música do dia

Aí é som...

segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Carência

Que Joaquim Barbosa é um símbolo, é. De origem humilde, teve que batalhar pra chegar onde está. E não precisou de quotas (ou cotas, como queiram) pra estudar, nem pra conseguir vaga na faculdade nem nos tribunais. Ele realmente é um exemplo a ser seguido... e ele também se tornou símbolo de outra coisa: da carência de um país por gente descente, íntegra, honesta...

Toda essa "tietagem" em cima do novo presidente do Supremo Tribunal Federal acontece por um único motivo: aqui, gente honesta é produto em falta, raro e caro. Então, quando as pessoas o vêm cumprindo (nada mais que) sua obrigação, ficam emocionados e o transformam em um herói. É que corrupto, aqui no Brasil, nunca foi condenado... Não vou falar de cadeia agora porque, como disse pelo Facebook, acho massa ver a cúpula do PT (e não só quem obedece ordens) sendo julgada e condenada, mas festa mesmo só vou fazer quando a corja estiver presa, correndo atrás de indulto de natal. Até lá, fico esperando pra ver.

Volto a dizer: Joaquim Barbosa é um exemplo a ser seguido; uma prova de que quando se tem determinação, você alcança seus objetivos por mais adversidades que você possa enfrentar.. Mas também é o símbolo de um país carente de decência... onde os conceitos de certo e errado são esquecidos e/ou preteridos em prol de benefícios individuais.

O Ministro Joaquim Barbosa serve como exemplo e prova de que se pode mudar um país. Basta que cada um faça sua parte. Afinal, não há corrupção onde não há corruptor.