quinta-feira, 30 de setembro de 2010

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Extra: Blues dos sábados

Como este sábado, 02/10, é véspera de eleição, não haverá o blues dos sábados. O motivo é bem simples: a meia noite entra em vigor a lei seca. Nenhum estabelecimento pode vender bebida alcóolica. É proibido anestesiar o coração pra votar nisso que tá aí.

Como todos sabem, blues sem álcool é como Romeu sem Julieta; Queijo sem goiabada; sexo casual sem camisinha... em outras palavras, não rola.

Então, pensem direitinho em quem vão votar, exerçam sua cidadania e sábado, 09/10, o blues volta ao normal.

Na contra-mão



Devo confessar que tenho voltado a flertar com o reggae (ou seja lá como se escreva o ritmo jamaicano). Na verdade, não com reggae, mas com Bob Marley. A música "Waiting in Vain" é a que eu mais tenho escutado (depois do blues e do rock, claro). É mais um dos meus achados na volta ao passado.

Sim... ao passado. Porque do presente, não vejo salvação para a música. E isso falando em âmbito mundial. Desde a década de 90, onde poucas exceções (como Black Crowes) se salvaram, que a música foi sepultada de vez. Do meio pra fim da década é que não apareceu nada mesmo. Muito pelo contrário: cada vez mais aparecem bandas que denigrem o bom nome do rock.

Na década de 90 eu ainda procurava acompanhar os lançamentos. Mas era perda de tempo. Depois do povo de Seattle, nada feito com o rótulo de rock prestou (é o que eu acho. Acho não, tenho certeza). O rock ficou deprimido, fraco... definhou até o matarem de vez com bandas como Restart e derivados.

Por isso que minha busca musical é sempre na "antiguidade clássica"; os bons, adoráveis e saudosos anos 70, onde todos os estilos musicais (Pop, rock, MPB, Blues, etc) tinham qualidade...

Será que vivemos a "idade média" da música?

PS: Idade média porque a mesma foi considerada (erroneamente na opinião de muitos) a idade das trevas para a cultura no geral. Mera alusão.

terça-feira, 28 de setembro de 2010

Não se pode mais nem confiar em palhaço...



Quem diria que a campanha do Tiririca foi ardilosamente projetada pra que, com os votos que ele conseguisse (cerca de 900 mil, segundo estimativa), elegesse uma pá de gente de conduta mais que duvidosa.

Nem o slogan "Pior que tá não fica" foi criado por ele...

Antes do Tiririca, outras "celebridades" foram convidadas pelo partido, que só pensava em quem esses famosos iriam arrastar junto. Só que esses convites foram recusados (até Sabrina Sato teve bom senso).

Apesar de ser, ainda segundo estimativas, um campeão de votos, Tiririca corre o risco de não assumir, mesmo que eleito, pois é analfabeto. E com exceção de Lula, nenhum analfabeto pode assumir cargo público no Brasil.

Tentar, eu tento...


Juro que eu tento levar o Brasil a sério. Faço um esforço danado... mas não há compensação em tamanho esforço. Você pergunta porque? Ve só...

Pela primeira vez, desde que a última constituição foi promulgada, um político é condenado a prisão por corrupção. José Fuscaldi Cesilio (Deputado / PTB de Goiás) foi condenado pelos crimes de apropriação indébita previdenciária e sonegação de contribuição previdenciária de funcionários de uma empresa que ele mantém em sociedade com a filha. Sua pena: pagar multa de 6 mil reais (aproximadamente) e cumprir pena de 7 anos de prisão... em regime semi-aberto. Ou seja, ele vai ter que passar as noites na cadeia e de dia, sai pra trabalhar. E corrupto trabalha com o que mesmo? Não precisa responder...

Mais uma: O Tribunal de Justiça de Pernambuco julgou e "puniu" com transferência (veja bem: TRANSFERÊNCIA) juiz acusado, entre outras coisas, de atrapalhar o trabalho da justiça e de pedofilia. O juiz de São José do Belmonte, Francisco de Assis Timóteo Rodrigues, se tivesse sido "condenado", receberia a pena máxima de aposentadoria compulsória. Ou seja: deixaria de trabalhar para continuar recebendo salário normalmente, assim como eu e você, que ralamos todos os dias e não nos envolvemos com maracutaias nem com menores...

Eu juro que tento levar o Brasil a sério... tento com muito esforço... mas parece que o Brasil faz questão de não se dar ao respeito...

Pra piorar, você nem pode beber pra ir votar nesses "candidatos" que tem por aí por causa da lei seca eleitoral. É uma operação sem direito a anestesia.

Vixe...


Eu sempre esqueço que as eleições não tem, apenas, os candidatos como "coisa ruim". A partir de hoje, ninguém pode ser preso até o final das eleições, salvo pego em flagrante delito ou por condenação anterior a esta data.

Resumindo: a partir de hoje, bandidos fazem a festa dentro e fora dos Partidos Políticos. É bom andar ligado.


E é sempre é bom lembrar que, na hora de votar, não se deve levar objetos de valor com você pra não ser roubado duas vezes.

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Falta pouco.

Falta pouco para acabar o martírio na TV e nas rádios. Sexta, 01/10, já não tem mais "guia" eleitoral. Estaria tudo ok se com o fim desse martírio não começasse outro. Com o fim das eleições, começa o martírio no dia-a-dia com o novo governo eleito...
E as mazelas se repetem...

Cavalheirismo? Putz.. ficou no bolso da outra calça...


Cara... hoje, no busão, uma cena acabou me deixando constrangido. Tava sentado, do lado do sol (um calor....) e uma mina, que parecia estudar na Católica, sentada ao meu lado. Até aí tudo em paz...
Em determinado momento, ela se levanta pra dar ao lugar a uma senhora que estava em pé. Não querendo me desculpar, mas eu, até então, não tinha visto a tal senhora. Ainda cheguei a pensar que a mina tava se levantando pra descer... Não... não era o caso. Ela se levantou e ficou em pé, na frente do banco onde eu estava.

Eu, que já fui escoteiro, que sempre me considerei um cavalheiro (quando a ocasião exige, que fique bem claro), fiquei totalmente constrangido. Como é que não me levantei pra dar o lugar pra senhora? Como é que eu não vi a senhora?

Logo em seguida, aparece outra senhora, em pé. Aí eu pensei: "Isso não vai ficar assim... vou dar lugar a essa senhora". Quando fiz menção de me levantar, meio mundo de pessoas do ônibus também se levantou (pra descer) e quase todos os lugares ficaram vagos. Cara no chão, de novo...

Bom... o que me fez sentir melhor é que acho que a mina, que cedeu seu lugar a primeira senhora, tava mesmo querendo levantar já que, quando todos os lugares ficaram vagos, ela continuou em pé...

Mas que eu fiquei constragido, fiquei...

Segundas...


Segundas são, realmente hard core. Recomeço de todas as apurrinhações que você tentou esquecer durante o fim de semana.

Já notou que tem coisas que só acontecem nas segundas-feiras? Exemplos? Olha só como começou a minha: Acordei e quando olhei pro lado, vi que tinha derrubado um dos travesseiros. Até aí, tudo bem... só que me lembrei que ontem fiz uma coisa que eu NUNCA faço: coloquei um copo com água perto pra tomar o remédio da meia noite. Tomei o remédio e voltei a dormir. Hoje, quando acordei, vi que o travesseiro estava no chão... em cima do copo... virado... ainda com o água o suficiente pra molhar e pifar o meu celular. Lá se foi a agenda...


Daí, vou fazer minhas torradas diárias, que acompanham meu chá. Beleza... deixo a torradeira fazendo sua parte e vou dar uma olhada no Twitter. Resultado: torradas queimadas... Tudo bem. Preparo outras duas torradas e coloco a margarina (que comprei ontem a tarde) e vou comendo... sentindo o gosto meio "sem sal". Aí olho para o "potão" de Margarina que comprei (ontem, no final da tarde) e lá está estampado: SEM SAL! São coisas típicas de acontecerem nas segundas-feiras.


Seria tudo isso coincidência ou as segundas possuem uma "carga cármica" pesada? Seriam as segundas um castigo divino por não respeitarmos os 10 mandamentos? Será que o Náutico vai conseguir se manter na série B? São perguntas que, ao que parece, ficarão sem respostas (a do Náutico, pelo menos até o final do ano).
Bom... aí, na minha opinião, pra não dar mais nada errado, o negócio é bancar a Polyana.

Celular? Tenho outro aparelho... Agenda? Tem a Internet pra ajudar a recuperar... Margarina sem sal? Coloca sal na margarina (foi o que eu fiz e funcionou...). Afinal, alguém já disse que o pessimismo atrai mais coisas ruins. Minha versão para aquela história "Se a vida te dá limões... faça uma limonada" é "Se você foi mané, não leu a embalagem e comprou um potão de margarina sem sal... coloque sal na margarina...". E "vamo que vamo".


Acabou que este post se tornou um post de auto-ajuda, né? Tá vendo como as segundas são estranhas? Eu... otimista... se tivesse uma trilha sonora para as segundas-feira seria a trilha de Twilight Zone (ou, para quem não sabe inglês e só viu a versão dublada, Além da imaginação).

sábado, 25 de setembro de 2010

Humor (????)


Sempre me falavam que Pânico era legal, divertido, bem sacado. Nunca tinha visto... eu tinha TV a cabo. Nunca tinha visto até hoje... preferia não ter visto. Achei um saco. Pode ter sido o programa de hoje... quem sabe? Mas achei o geral muito ruim... humor fraquinho...

O que será que eu vou achar do CQC quando eu assistir... vixe...

Humor = Monty Phyton, Saturday Night Live, Man Show, Os Trapalhões (década de 80)...

Sempre tem um moleque...

... que me faz ver que eu podia tocar bem mais do que eu toco.
Com vocês, o norueguês Fredrik Strand Halland... Texas Flood.

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Olha eu nas Sociais

Coluna Dia-a-dia, do Jornal do Commercio, 18/09/10, sob a batuta da jornalista Roberta Jungmann...




Bandas que voltam...

Algumas bandas que resolvem "voltar" a ativa me dão a nítida impressão de que eles estão só querendo arrumar o dinheiro da passagem de volta... Putz!

Duplo sentido...

É impressão minha ou só eu acho que músicas de duplo sentido são como uma piada contada várias vezes? Todo mundo adora essas porcarias...
Fala sério...

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

A música nos anos 80 - Parte 1

Os anos 80 foram de muitas adversidades pra quem queria tocar. E mesmo assim houve um quase "bum" de bandas locais, que também se proliferavam pelos 4 cantos da Região Metropolitana, nos seus mais diversos estilos. Foi uma década em que quem queria tocar tinha que ralar de verdade.

Primeiro pela falta de bons instrumentos no mercado. Nessa época Collor ainda não havia aberto as portas do Brasil ao mercado internacional. Fender, Gibson, Boss, Kramer, etc, eram marcar que a gente via em vídeos, revistas e em sonhos. Os que tinham mais grana viajavam e traziam, pagando os olhos da cara, por esses instrumentos. Os que não tinham essa grana – time no qual me incluo – ficavam babando... A opção era comprar os instrumentos nacionais. A Gianinni e sua série Sonic (que era a melhor opção), a Dolphin e a (arrrrrggggghhhhhhhhh) Jenifer. Esta última foi a marca da minha primeira guitarra (pobre de mim).

Pra ensaiar era outra odisséia. Ou os pais liberavam pra ensaiar em casa (o que era raríssimo) ou nada. Do meio pro fim da década (que eu tenha tomado conhecimento) é que surgiu um estúdio, numa garagem, em Boa Viagem. O estúdio de Fred, que era uma figura. O estúdio era bacana e Fred uma história a parte. Ensaiar lá sempre era sinônimo de rir muito. Depois abriu o estúdio de Rogério (que coloca som pro Abril pro Rock, entre outros), em Campo Grande, mas isso foi já no final da década.

Gravar? Vixe... essa era uma odisséia mesmo. Lembro quando a gente descobriu Hubert, em Boa Viagem. Hubert era uma outra figura. Cheio de manias, mas muito competente. Lembro do aviso na entrada da casa dele (onde funcionava o estúdio): “Toque a campainha apenas uma vez e aguarde um minuto. Só depois disso toque de novo”. Ai de quem descumprisse a regra... nem era atendido. A gravação era em fita K7 (Basf Chromo) e tinha um resultado bacana. Ainda tenho minha primeira gravação lá... Depois de Hubert, Rogério também começou a gravar e a coisa começou a andar.

Os shows aconteciam mais na garra de seus integrantes do que por apoio. Se hoje em dia é difícil, naquela época era ainda mais. Tinha o Espaço Arteviva, de Lourdes Rossiter, considerada, na época, a “mãe” do Rock Pernambucano. O Arteviva ficava em Boa Viagem e por lá passaram todas as bandas de rock da cidade. Também tinham dois festivais. O primeiro que tomei conhecimento foi organizado por Alemão (ex dono do Dokas), que acontecia no Sítio da Trindade e se chamava Mauritzdstadt Rock Festival. O segundo foi o Paranoid Rock Festival, que acontecia na Unicap. Eu participei dos dois. Do primeiro, com a III Reich, e do segundo com o Cruor. E aí cabe um espaço para falar das bandas... mas num próximo post pois este já ficou muito longo...


Décadas de música...


Tô ficando velho mesmo... Tô vivendo a minha terceira década de música. Anos 80, 90 e 2000. Cada uma delas com suas particularidades. Os anos 80 caracterizados pela garra de quem queria tocar e tinha tudo contra. Os anos 90, onde as bandas contaram com o apoio da mídia e, assim, consolidou-se uma cena forte... e os anos 2000, onde só vejo o Blues como movimento. Bom... daí então, vou escrever um pouco sobre cada período...

Muita coisa engraçada...

É só aguardar...

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Dúvida

Não sei o que é pior: a dor no braço, derivada da minha tendinite, ou o mal estar no estômago, derivado dos remédios para curar a dor no braço...

O que é a vida...

A candidata vermelha se utiliza da mesma tática que Lula abominava quando era candidato: a de fugir dos debates.

E ela tá certíssima. Do jeito que é burra, ia se ferrar tendo que usar seu próprio raciocínio...


Com esses candidatos que tem aí, eu só votaria no Eymael porque seu jingle é pegajoso... Mas dizer que tem algum bom, tem não...

Sim, mas...

Marco Maciel faz o que mesmo? Desde que a côrte portuguesa chegou ao Brasil que MM ocupa cargos políticos no Brasil. Já ocupou todos os existentes (e alguns que nem existem mais). Você nunca escuta falar de MM envolvido em escândalos nem em nada. Você só escuta falar dele quando há eleição e ele começa a divulgar seus dons mediúnicos (tipo: "eu já vislumbrava Suape").

Em seu discurso, ele usa "eu participei" em vez de eu fiz... E aí fica a pergunta: o que é que MM já fez mesmo? Alguém sabe de alguma coisa? Diz aí...

É mesmo???

Marco Maciel em entrevista a um programa de TV, falando do porque dele achar que esta é a eleição mais difícil de sua vida:

"Cada eleição é diferente da outra...(...) Dependendo do momento político ela pode ser mais disputada ou menos disputada...(...) Mas quem decide mesmo é o eleitor."


Sério??? Putz... Mudou minha vida...

terça-feira, 21 de setembro de 2010

Bem...

Como sempre deixei claro por aqui, não há o compromisso de periodicidade fixa no Junkie... mas acho que vale a pena avisar que tenho postado quase nada por causa da tendinite no braço direito. Assim que melhorar tudo volta ao normal... ou não! eheheheheheheh.

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Velhice...


Pois é... cada vez mais latente. Foi-se o tempo em que os abusos não tinham consequências. Estão todas sendo cobradas agora. Tendinite no braço direito a 2 meses, com uma dor pra lá de chata... comecei o tratamento ontem e hoje imobilizei o braço (maneira de falar, a tipóia ainda não chegou). O problema é que os remédios estão atacando meu estômago. E aí, minha gastrite aparece pra dizer que está viva.


Tudo isso é consequência da velhice chegando, já que este ano entro na fase dos "enta". Tudo isso e coisas do tipo: não conseguir mais dormir até tarde; escolher a dedo que farra vai fazer; pensar se vai fazer farra; coisas que até algum tempo atrás nem pensadas eram...


Como dizem os franceses, c'est la vie.

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Ficha limpa...

Em todo o Brasil, existem apenas 69 candidatos cadastrados no site Ficha Limpa (www.fichalimpa.org.br). De Pernambuco, nenhum inscrito. Candidato a presidente, apenas um: Plínio. É por isso que eu falo... a pesquisa é árdua mas vale a pena...

Bluestamontes hoje...


Hoje, 17/09, tem show da Bluestamontes com a formação original. A Bluestamontes foi uma banda de blues que toquei de 2007 até outubro de 2008, e que tem (ou pelo menos tinha) uma proposta interessante: tudo pode ser blues. Nem sempre eu concordava por isso (e isso foi um dos motivos que me levou a sair), mas a Bluestamontes é formada por grandes músicos. O que sempre me dava prazer pra tocar com a galera... de veras, muito prazeroso.

Rico, com suas idéias muito doidas, tem uma voz muito massa... canta muito.

Pedrinho faz muito bem o dele no que ele se propõe... uma bateria coesa...

Magno, vulgo moleque, é um virtuoso no baixo. O moleque executa o instrumento de uma forma que você pensa que ele já nasceu com um baixo acoplado. Passa o tempo e, mesmo sem parecer possível, ele fica melhor...

Gustavo é o único tecladista que vi no Brasil com o feeling do blues... Além de virtuoso nos teclados, com uma técnica muito boa aliada a uma grande agilidade nos dedos, Guga tem um o feeling do blues arraigado nele próprio.

A Bluestamontes, por tradição, não ensaiava. Acho que isso dava o clima dos shows, cada um diferente do outro. Também, a gente nunca conseguia tocar a mesma música da mesma forma duas vezes...

Outra característica da banda é o entretenimento. Rico é um verdadeiro MC... além de rapper do blues. Isso porque, antigamente, arrisco dizer que 70% do nosso repertório era criado na hora... inclusive as letras...

Por isso, posso afirmar que quem for ao show de hoje vai se divertir horrores...

Show da Bluestamontes
Onde? Burburinho (R. Tomazina, Recife Antigo)
Quando? Hoje, 17/09
Que horas? A partir das 22hs
Quanto? R$ 7,00
Mais iformações:

Fala sério...


Hoje, vendo uma matéria na TV de como poupar, como investir, etc, descobri que ganho mal pacas. Mal pacas é pouco: ganho monstruosamente mal. A matéria/entrevista consistia em um economista, no estúdio, responder a perguntas, gravadas, feitas pelo povo nas ruas... aí ouvi coisas do tipo:


- "Sou cabeleireira e consigo fazer sobrar 800 reais no fim do mês..."
- "Sou manicure e consigo fazer sobrar 450 reais no fim do mês..."

Mas o que me deixou realmente deprimido foi:

- "Olá... sou catadora, ganho 350 reais por mês e consigo fazer sobrar entre 100 a 150 reais no final do mês..."

Fala sério...

Se aqui fosse uma reunião dos L.A. (Lisos Anônimos), meu testemunho começaria assim:
- "Me chamo Marcelo, trabalho com direção e produção de programas de TV, também sou músico e toco na noite, tenho curso superior, falo 3 idiomas, entendo de computação, tenho uma filha e sou um Liso. Não consigo fazer sobrar nem um centavo no final do mês."

Muita gente pode achar que eu sou estragado... mas se essas mesmas pessoas soubessem qual é o meu salário, mudariam de opinião...

Era o que mesmo?


O PT envolvido em mais um escândalo. Que novidade há nisso? Nenhuma... desde que assumiu o governo do país que se sucedem os episódios escusos sempre ligados a pessoas do governo. O mensalão, o mensalinho, os aloprados, dinheiro em cuecas e malas, venda de sigilo bancário e, agora, a casa (civil) caiu: ex-braço direito da Candidata vermelha e atual dona-da-casa civil (trocadilho infame, eu sei...) é demitida para tentar não minar a candidatura da Dilma. A demitida é acusada de tráfico de influência.

O governo, em seu favor, afirma que nunca se investigou tanto em nenhum outro governo; que todo crime cometido por pessoas ligadas ao governo é investigado e amplamente divulgado. É verdade... mas ninguém é punido. Taí o Zé Dirceu, Marcos Valério, e tantos outros que andam soltos pelas ruas que não me deixam mentir. Integrantes do governo são flagrados em atividades escusas, a mídia divulga, o governo diz que vai investigar para punir os culpados, passa o tempo, o povo esquece, ninguém é punido e alguns até voltam à vida pública...

O governo também afirma que nenhum desses episódios tem ligação com a candidata. É verdade. O problema é que as falcatruas estão atreladas a quem está por trás da candidata. E aí, vem a tona aquele velho ditado: “diz-me com quem andas...”

Não sou defensor da “direita”. Nem tampouco da “esquerda”. Mesmo porque, na minha cada vez mais humilde opinião, a esquerda só existe enquanto ela não assume o poder. E, assim como toda a esquerda intelectual (Gilberto Gil, Caetano, etc, etc), já tive simpatia pelo PT. Mas acabou. Governos corruptos fazem parte da cultura do Brasil desde que o mesmo foi descoberto. A oposição, em relação ao atual governo, poderia apontar e rir afirmando: “quem nunca comeu melado, quando come, se lambuza”, já que aqui, em se tratando de governo, nenhum é santo.

Um dos maiores problemas é que, no Brasil, honesto é quem rouba menos (o que é ultrajante para pessoas honestas de verdade. Estas me desculpem a generalização).

Outro grande problema é a memória do povo que vive esquecendo do... esquecendo de... esquecendo... ah!!! Deixa pra lá.

PS: olha eu falando de política de novo... é que falta de coerência sempre me faz tagarelar...

terça-feira, 14 de setembro de 2010

Piadinhas do futebol...

"O Papa vem ao Brasil para saber que Santa é essa do Recife que só faz apanhar..."
"Pernambuco de parabéns: Santa Cruz leva 50 mil ao Arruda; Sport leva 30 mil à Ilha e o Náutico 80 mil para a avenida Boa Viagem"
(particularmente não gostei desta...)
"O sucesso do Sport é a prova do fracasso das Instituições de Ensino no Brasil"
(eheheheheheheheheheheh muito boa...)
"O Santa Cruz é que nem Carnaval: arrasta uma multidão e acaba na quarta."

Recomendo (banda)


Pra quem ainda tá planejando o fim de semana, recomendo o show da galera da Let Me Beatles. Clássicos dos Beatles muito bem executados pela galera, que se garante na execução de seus instrumentos.

O show vai acontecer no Burburinho nesta quinta, 16/09, a partir das 22hs. Vale a pena...

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Alguma surpresa nisso?


Segundo estudo anual da QS consultoria Britânica privada, NENHUMA universidade da AMÉRICA LATINA está entre as 200 melhores do mundo. A melhor colocação que a América Latina conseguiu foi o ducentésimo vigésimo segundo (pedantismo meu, desculpem... 222º) lugar, alcançado pela Universidade Nacional Autônoma do Mexico.

O estudo, intitulado "World University Rankings 2010" avalia o desempenho das universidades pelo mundo. Países como Índia e Tailândia estão entre as 200 melhores... Brasil? Nem sei se tem alguma rankeada...


Alguma surpresa nessa história?


fonte: http://www.topuniversities.com/university-rankings/world-university-rankings/home

Recado para o Tiririca...

Tu não acha que Brasília já tem palhaço demais não?

Frase que li...

"O legislativo está sendo invadido - para a alegria mórbida dos inimigos da liberdade - por humoristas decadentes ex-jogadores de futebol, celebridades instantâneas e sambeiros que espancam suas mulheres."
Marco Antônio Villa, Historiador
.

Né não, Tiririca?

domingo, 12 de setembro de 2010

PelamordeDeus...


Pense num nível... Programa Silvio Santos hoje, 12/09, jogo de perguntas entre Steffani (a "absoluta") e um tal de Vavá.
Silvio pergunta pra Steffani:
- Colombo
Ela responde:
- Pedaço de carne?
(aiaiaiaiaiaiaiaiaiaiai)
Silvio pergunta pro Vavá:
- Colombo, em pé
Vavá responde:
- Ovo
Silvio...
-Certa a resposta.
Silvio pergunta pra Steffani:
- Vera Cruz
Ela responde:
- Time de futebol?
(ok... perdoada)
Silvio pergunta pro Vavá:
- Você tem ensino médio? (adoro Silvio Santos)
Vavá responde:
- Tenho, Silvio
Silvio...
- Então é capaz de você acertar: Vera Cruz, Santa Cruz...
Vavá responde:
- Não sei
Silvio pergunta pra Steffani
- Vera Cruz, Santa Cruz, País...
Steffani:
- Ai Silvio... sei não
Silvio:
- Auditório, alguém sabe?
Mulher do auditório:
- Brasil
-Certa a resposta.

Esse é o nível de cultura da maioria do Brasil... Divertido ver Silvio Santos chamando os outros de burro de maneira disfarçada... seu famoso sarcasmo irônico. Sou fã do Silvio...

sábado, 11 de setembro de 2010

Quem vai estar hoje...

Como todos os sábados, hoje é dia de blues no Banquete. Sempre rola a expectativa do que vai acontecer a noite; quem vai dar canja; se a casa vai encher, afinal, desde que começou o blues nos sábados, em 5 noites, 4 foram de casa cheia... 3 noites consecutivas... O que é muito bacana.

Pra hoje, 11/09, já tem algumas pessoas confirmadas: Kco (um dos fundadores da Black Cat Bone) e Cássio Curchatuz (Projeto Quanta Bossa e ex-Black Cat Bone), Deco (baixista, ex-Long Net Blues Band) já disseram que vão, mais uma vez, o que prova que o negócio vicia...

Quem ainda não deu certeza, mas ficou de aparecer: Renato Ferraz e Alexandre (guitarra e voz, respectivamente) da Let me Beatles, que também já apareceram outras vezes e vão voltar.

Teremos a comemoração dos aniversários de Gabriela Albuquerque (niver hoje) e Luiza Zeffe (niver amanhã). Enfim, clima de festa não vai faltar.

Outra pessoa que deve estar lá também, afinal não lembro de uma única noite em que ela não esteve, é nossa bailarina, a Gil... sempre animando a casa com seus passos de dança. Não acredita? É só dar uma sacada no vídeo feito pela nossa amiga Selma Bento (que também deve aparecer).



Bom... então espero vocês por lá.


Serviço:

O que? Sábados de Blues com a Black Cat Bone
Onde? Banquete Bar e Restaurante (Rua Capitão Lima, 195, Santo Amaro, quase em frente a TV Jornal)
Quando? Todos os sábados
Que horas? Sempre a partir das 22hs
Quanto? R$ 2,00
Informações: 3423 9427

11 de setembro


Vi no Twitter, postado por minha amiga @_anysha_ , e serve pra lembrar ou mostrar história...

"Em 11 de setembro de 1973, Pinochet, com apoio declarado dos EUA, lidera o golpe de Estado no Chile, derrubando o governo da Unidade Popular... tropas de Pinochet bombardeavam o Palacio de la Moneda (...) tendo como resultado a morte do presidente Salvador Allende e o início de uma das ditaduras mais sanguinarias da América Latina ... Ditadura que durou mais de 15 anos e deixou milhares de mortos e desaparecidos..."

R.I.P.


5 minutos vendo a MTV e uma pergunta se torna inevitável: o que fizeram com a música, pelamordeDeus????

Todos, pretensamente (sem futuro), querem ser cult...


Acabaram com o clima de festa do rock, que agora precisa de terapeuta de tão deprimido...


Chamam de rock bandinhas como Fresno, NXZero, Restart (este ainda se acham os novos Beatles...)...


Nada soa mais puro...


Como já dizia Lenny Kravitz, Rock and roll is dead.

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Há quase 20 anos atrás...

Há quase 20 anos atrás eu toquei numa banda chamada Conservados em Formol. A gente tentava fazer funk metal... mas acabava mais metal do que outra coisa...

Acho quem em 1993 nós fomos chamados pela TV Jornal para gravar um especial com bandas da antiga "nova cena" musical de Pernambuco. Várias excelentes bandas da época participaram, fazendo playback. No video abaixo, você vão ver e ouvir duas músicas que "marcaram" a década: Dê Myuzik e O fato do feto... Bons tempos.

PS: Tô procurando nos arquivos da TV Jornal pra saber se isso ainda existe arquivado. Se ainda existir, coloco todos aqui...

Bacana...



Alunos da disciplina de Metodologia Científica do curso de Nutrição da UFPE estão fazendo trabalhos sobre professores de grande importância para o desenvolvimento da Ciência da Nutrição. Um desses professores enfocados é o professor emérito da UFPE, PhD Hernando Flores Rojas. Não é porque é meu pai não, mas o "velho" se garantia. Sempre tive orgulho dele, tanto como pessoa (que me "deu" todos os princípios que sigo hoje), como profissional, altamente respeitado em todo o mundo. Saudades...

07/03/1941

20/06/2010

Obs: caso interesse, você encontra mais informações sobre o prof. Hernando na Wikipédia, buscando por "Hernando Flores".

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Show da Bluestamontes


Para os que viviam me perguntando pela Bluestamontes, haverá show único no Burburinho dia 17/09. Será com a formação original... tocando as músicas que nos renderam milhões... todas do Via Brasil Sessions. Pra quem gostava (e ainda gosta, mesmo depois do fim) da banda, vai ser uma oportunidade única.

Mais do blues...

Como eu vivo dizendo, sou muito suspeito pra falar do blues dos sábados. Na minha humilde opinião, tá massa. Sempre com gente bonita, um super astral e jams memoráveis. Isso faz de cada sábado uma noite única. E já cria expectativa para o sábado seguinte.

No último sábado, 04/09, tivemos as canjas de Léo Falcão, um dos nossos "Jam Men" mais assíduo; Cássio Curchatuz, vocal do projeto Quanta Bossa (e ex-Black Cat Bone) e Felipe.

Pra quem já foi a algum dos Oi Blues by Night, deve conhecer Felipe, que tem colocado seu acordeon (também) a serviço do blues. Pra quem nunca viu blues com acordeon, ou melhor, com Felipe tocando acordeon, pode ver (inclusive no video abaixo) que o "caba" se garante. Rola até um "duelo" entre seu acordeon e o violão de Bruno...

Então? Tá vendo o que perdeu? Mas tem nada não... sábado tem mais... Os videos foram cortesia de Selma Bento, amiga da BCB que já confirmou presença no próximo sábado e, quiçá, possa nos brindar com mais videos tipo o que segue abaixo: um dos hinos do blues, com participação, além de Felipe, de Cássio Curchatuz nos vocais... Saca só:

Depois disso tudo, você ainda vai pensar se vai sábado que vem? Fala sério...

E eu que pensava que eram só os evangélicos...

Olha só que coisa... o responsável pelas finanças da Arquidiocese do Rio de Janeiro, Monsenhor Abílio Ferreira, foi preso em flagrante (domingo passado) tentando embarcar para Portugal com mais de 100 mil reais não declarados... evasão de divisas. Não ficou preso por ter bons antecedentes, ter mais de 70 anos e vários problemas de saúde. Vai responder em liberdade.
Segundo o monsenhor, o dinheiro é fruto da economia de 5 anos. Profissão bem remunerada essa de monsenhor, né? Fala sério!

Como combater a violência


Quer saber? A melhor forma de combater a violência é processando o Estado. Isso mesmo! Toda vez que alguém fosse vítima de qualquer tipo de violência nas ruas das cidades, deveria entrar com uma ação indenizatória contra o Estado. E a explicação é simples. Na Constituição está escrito que é OBRIGAÇÃO do Estado manter a segurança (entre outras coisas) do cidadão. Quando a pessoa é vítima de assalto, por exemplo, o Estado falhou; não cumpriu uma obrigação; quebrou uma cláusula contratual, então deve ser punido, multado.

Muita gente pode pensar (e pensa) que esse tipo de ação é pura perda de tempo; que ninguém nunca vai ganhar uma ação na justiça pelo simples fato de ter sido assaltado. Pode ser... Mas pense comigo: se cada pessoa que foi vítima de violência (assalto, roubo, furto, homicídio, etc) entrasse com pedido de indenização, um dia, algum juiz daria ganho de causa. O Estado poderia até recorrer, mas o princípio é o que vale. Não é pensar no dinheiro que se vai ganhar com a ação. É pensar num bem maior...

É fazer com que os políticos sintam dor no único lugar que lhes é sensível: o bolso. Com um único precedente, seria fácil que outras ações desse tipo tivessem êxito. O governo gastaria horrores pagando indenizações às vítimas de violência do Estado. Não sobraria muito dinheiro para ser desviado. Sendo assim, sairia mais barato investir (de verdade) em segurança do que deixar os bandidos soltos por aí, como estão hoje em dia.

Eu, depois do meu próximo assalto (porque do jeito que as coisas estão, ele vai acontecer), vou me munir de todos os documentos e vou fazer a minha parte; vou começar a combater a violência: vou processar o estado. Faça a sua parte também.

Vítimas de violência de Pernambuco: uni-vos.

(In) Segurança

Taí um assunto do qual domino. De insegurança eu entendo, afinal já fui assaltado 15 vezes. Tô perto de ganhar a carteirinha de assaltado profissional e obter descontos nos assaltos vindouros. Vindouros sim pois, apesar do governo bradar aos 4 ventos que a violência diminuiu no estado, não é o que vejo andando pelas ruas. E nem preciso andar...

Ontem, perto das 21hs, quando chego na janela da casa da minha filha, vejo, na rua, uma moto com dois caras assaltando um grupo de 3 mulheres. Na terça, no mesmo horário, no mesmo local, rolou outro assalto e, detalhe importante, com um tiro deflagrado.

Apesar do governo insistir que investiu não sei quanto na compra de equipamentos, de que colocou não sei quantos “soldadinhos” a mais na ruas, na rua Ministro João Alberto, na Iputinga, por exemplo, eu só vi a PM uma única vez no período de um ano. E era apenas uma moto da ROCAM que devia estar perdida.

Se foi investido tudo isso que o governo fala, só posso chegar a conclusão que foi mal distribuído porque os bandidos continuam soltos, fazendo a festa. Hoje deve rolar mais um assalto no mesmo local, no mesmo horário. E eu vou assistir, mais uma vez, sem poder fazer nada. Isso se eu não for a vítima.

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

PEbodycount

O PEbodycount, infelizmente, sai do ar. Excelente o trabalho desenvolvido por Carlos Eduardo Santos, Eduardo Machado, João Valadares e Rodrigo Carvalho termina por falta de apoio/patrocínio. Realmente uma lástima.

É genético...


Um casal de amigos resolveu se casar e isso me faz repensar algumas coisas; alguns pontos de vista. Segundo a Veja de algumas semanas atrás, o casamento, hoje em dia, vale mais a pena porque ele é uma escolha livre dos indivíduos. Não há mais casamentos impostos, de conveniência, ou seja, aqueles arranjados e festejados por todos menos pelo casal. Hoje em dia, segundo a revista, as pessoas se unem depois de analisar bastante a situação e realmente concluírem que vale a pena. Pode até ser...

Mas eu continuo achando que homens e mulheres são programados geneticamente para não conseguirem viver juntos por muito tempo. É coisa de DNA. Por mais que a gente fique encantado com a conquista, cientistas já descobriam que a substância produzida pelo organismo que dá a sensação de “apaixonado” só dura 6 meses. Ou seja, depois de 6 meses a paixão se transforma em amizade, no máximo...

Isso sem falar no código genético que falei no início. Homens e mulheres são programados no seu DNA para irritarem um ao outro. As vezes nem proposital é. É como disse, carga genética. Quer alguns exemplos? Vamos lá:

Irritando homens:
- Deixar calcinhas e sutiãs pendurados em maçanetas e torneiras.
- Guardar absorventes no armário do banheiro junto do creme de barbear, etc.
- Fazer perguntas cujo a resposta sabe que não vai agradar.
- Repetir a exaustão a frase/pergunta “Tem certeza?”

Irritando mulheres:
- Não levantar o assento da privada
- Jogar as roupas sujas em todo canto menos no cesto de roupas sujas.
- Não pedir informações quando não tem certeza de algo.
- Não ligar para “datas comemorativas

Esses são apenas alguns exemplos e que são, na grande maioria das vezes, involuntários, ou seja, estão no nosso DNA. Claro: sempre há exceções. Sempre tem aqueles que deixam a todos “absurdados” (perdoem o neologismo) rompendo com convenções naturais. Aqueles que conseguem passar toda a sua vida ao lado de uma única pessoa. E que alguém pode dizer que isso fruto de uma convivência de consenso, onde um abre mão de algo e o outro idem...


E eu chego a concordar com isso. Só não creio que todo mundo seja capaz de abrir tanto mão das coisas por muito tempo. Creio que o DNA, na grande e esmagadora maioria dos casos sempre vá falar mais alto... E se a gente parar pra pensar que o ser humano só se tornou monogâmico por convenção religiosa...

A tartaruga em cima do poste.


E cá estou eu falando de futebol. É a melhor maneira para arranjar (mais) desafetos. Já enveredei pelo campo da política, agora falo sobre futebol, só falta religião. Em breve arrumo o que falar de religião, mas até lá, faço uma pergunta: A culpa do Náutico estar tão ruim é do time ou do treinador?

No jogo de ontem, 07/09, contra o Curitiba, o comentarista do Sport TV foi muito feliz em dizer que o goleiro do Coxa podia ter ficado em casa porque o Náutico não atacava. O time jogou tão mal, mas tão mal, que fiquei na dúvida. Eu sempre achei que Gallo não é um bom técnico. Mas aí, começa a série B, o Náutico lá em cima, o povo vai falando: "Tá vendo! Gallo é bom..." Eu sempre retrucando com a máxima: "Calma! os outros times estão disputando outros campeonatos... depois eles vão acordar"... e dito e feito.

O Náutico, quando vence em casa, é no sufoco. A torcida vive com falta de ar... Mas vendo o "elenco" jogar, me pergunto: será que Gallo é, realmente, um técnico sofrível ou ele tá tentando tirar leite de pedra, já que o time é ruim?

Honestamente, ainda não sei a resposta. O que sei é que o Náutico tá cada vez mais como a história da Tartaruga em cima do poste. Ninguém sabe como ela chegou lá. Mas vai cair rapidinho se Gallo e o time não entrarem num acordo.

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

É muito fácil...


Não gosto muito de enveredar pelo campo da política... pra mim, política é que nem cocô: quanto mais mexe, mais fede. Deixo isso pra meu amigo Sérgio Montenegro(*), que se garante na área. Mas quando o assunto é lógica e coerência, aí consigo me sair bem. E me divirto com o que o PT faz com seu eleitorado, que não é movido por convicções políticas, e sim por paixão. Sendo assim, eu digo que...

É muito fácil dizer "Eu não era candidata quando a quebra de sigilo foi cometida"... E realmente não era candidata OFICIALMENTE. Mas o PT não ia querer eleger ninguém para presidente nas eleições de 2010?

É muito fácil "exigir" uma investigação rigorosa, exemplar, com punições severas aos culpados, quando quem faz essa investigação sou eu mesmo, não é verdade?

É muito fácil dizer que qualquer um pode ser filiado ao PT. É fato! Mas não é curioso que sempre tenha alguém ligado ao PT nessas horas?

Bom... nem votar eu voto, pois sou estrangeiro. E mesmo que votasse, nenhum dos candidatos que se apresenta teria o meu voto. Mas... fala sério! Vamos usar o cérebro um pouquinho, né? Não importa qual é seu partido, sua ideologia, mas inteligência, lógica e coerência não tem filiação política.

(*) Sérgio Montenegro é repórter especial de política do Jornal do Commercio.

domingo, 5 de setembro de 2010

...e por falar em blues...

O blues de ontem, 04/09, mais uma vez foi show de bola. Tivemos canja de Cássio Curchatuz, vocal do projeto Quanta Bossa (e ex- Amigos Sertanejos, ex-Dodge Band e, sim, ex-Black Cat Bone) e de Felipe, que introduziu (no bom sentido) o acordeon no Blues... Em breve tô colocando video da tertúlia por aqui... Só o que posso dizer, apesar de suspeito, é que mais uma vez foi show! Você ainda não foi? Tá perdendo...

Vem aí...


Ontem, 04/09, logo após o blues, dei um pulo no N.A.V.E. e vi a apresentação de uma banda que, na minha humilde opinião, ainda vai dar o que falar... e bem... Talvez vocês já conheçam, já que eu não sou uma das pessoas mais atualizadas nos lançamentos musicais... é a TROMBOMBA... mais um fruto da comunidade da Bomba do Hemetério... Trombones e percursão afinadíssimos... vou ver se faço matéria com a moçada. Se vocês ouvirem falar de apresentação da TROMBOMBA, vá! Não vai se arrepender.

sábado, 4 de setembro de 2010

Fourpigs

A Fourpigs volta a ensaiar dia 18/09... Já pra preparar um novo show, que deve acontecer no final de outubro, início de novembro.

Caso Serrambi

Como eu vou viver sem a novela do Caso Serrambi? Se bem que a acusação disse que vai recorrer... Resumão: duas garotas mortas; dois acusados; polícia contra justiça e um fim que deixa a todos com cara de "Hã?". Se os kombeiros são inocentes, quem é (ou são) culpado(s)?
Haverá próximos capítulos?

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Sugestão de farra pro sábado, 04/09.

Ainda não sabe o que vai fazer no sábado? Apesar de suspeito, recomendo o Blues dos Sábados do Banquete. Todo sábado a Black Cat Bone destila mais e melhores blues no formato acústico: dois violões, 12 gaitas, um kazoo e duas vozes.
Clássicos do blues mundial e adaptações de músicas do cancioneiro nacional para o estilo animam as noites de sábado, cada vez mais concorridas. Isso sem falar nas Jams (famosas “canjas”), a cada sábado mais legais. Para este sábado, 04/09, Caco, um dos fundadores da banda que, atualmente mora em Natal (RN), já disse que vem (pela 3ª vez consecutiva); Cássio Curchatuz, ex vocalista da Black Cat Bone e atual vocal do projeto Quanta Bossa também já ligou pra dizer que vai. Sem falar nas canjas que aparecem de última hora. Heudes Régis é um que deu uma canja um vez e viciou; ta lá todo sábado, abrilhantando o blues com seu pandeiro.
Então, se você não vai viajar no feriadão, a melhor pedida para o sábado, é ir curtir um blues com gente bonita lá no Banquete. O couvert é irrisório (apenas 2 reais) e a festa começa às 22hs.

Bora?

Serviço:
O que? Sábados de Blues com a Black Cat Bone
Onde? Banquete Bar e Restaurante (Rua Capitão Lima, 195, Santo Amaro, quase em frente a TV Jornal)
Quando? Todos os sábados
Que horas? Sempre a partir das 22hs
Quanto? R$ 2,00
Informações: 3423 9427

Correria...

Hoje o dia tá bem corrido... por isso quase nada novo no Junkie... mas quando acalmar, novidades...

Pra quem toca violão.

Pra pessoas que, assim como eu, acham que tocam violão, apresento Andy McKee...

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

E por falar em Jota Ferreira...

Esta é a frase com que ele, Jota Ferreira, encerrava seu programa na TV Jornal, na década de 80:


"Se você agir com dignidade, pode até não mudar o mundo.

Mas tenha certeza de uma coisa: aqui na terra, haverá um canalha a menos!"


Jota Ferreira...

Sou fã desse cara

Jota Ferreira... sou fã desse cara... Essa é "Eu sou assim!" Show de bola.

Perguntas e respostas em um programa de TV...



Apresentador:
"Quantos segundos tem um minuto?"
Telespectador:
"Dez!"
----x----
Apresentador:
"Quem nasce na Inglaterra é?"
Telespectador:
"Inglaterrense!"
----x----

Apresentador:
"Gelo é o estado sólido da...?"
Telespectador:
"er... sei não... pula!"
Apresentador:
"Vamos lá... de novo: gelo é o estado sólido da...?"
Telespectador:
"Sei não... tô por fora!"
----x----
Apresentador:
"Quantos anos Recife completou no último dia 12 de março?"
Telespectador:
"Dez!"

PS: São perguntas e respostas que se eu mesmo não tivesse visto e ouvido, não acreditaria.

Reflexão...

Parodiando frase que vi no Twitter...

O Brasil não sofre com furacões, maremotos, terremotos, enfim, com desastres naturais...

Em compensação sofre com turnês de bandas como Restart, NXZero, Fresno...

Ao chegar setembro...

As chuvas já não deviam ter parado?

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Pontualidade

Por que, no Brasil, pontualidade é uma mera palavra que quase ninguém usa? Que dirá ser pontual...

Aqui, as pessoas marcam um compromisso às 4 da tarde, mas só saem para o tal compromisso às 4 da tarde. Raríssimas pessoas marcam um horário e o cumprem...

Gente: tempo é dinheiro... Que coisa!

Política???


Incrível como o brasileiro encara o processo eleitoral como se fosse uma partida de futebol. Não há eleitores... há torcedores. Não há convicção política... há paixão (infundada, na minha humilde opinião...) por mitos e personagens.

O time vermelho disputa com o time azul quem tem mais torcedores, mas alguém pode me dizer quem tem mais títulos???

Frases que nunca ouvi...

"- Moça... hã... eh... desculpe..."
"- Faço isso já, já..."
"- Deixa comigo..."
"- Relaxa... eu me garanto..."
"- Era pra hoje? Putz..."

"- Chega é um pecado um cabelo desse num homem..."
"- Ei: vamos trocar de cabelo?"

"- Foi promessa, foi?"
"- Foi mal... pensei que ia dar certo."